Sistema construtivo tradicional composto por troncos de madeira lamelada colada. Definido por uma arquitetura muito característica e facilmente reconhecível, este sistema construtivo é típico dos países nórdicos, mas adapta-se perfeitamente aos climas mais quentes.

Visto como o estado da arte da construção em madeira, fruto de um know-how e de um estilo de vida próprio, este método construtivo consiste em empilhar troncos (retos ou boleados na face exterior) através de um sistema de encaixes formando paredes de sustentação. A madeira, visível no exterior e no interior da construção, oferece um excelente isolamento natural com propriedades de controle higrométrico e proporciona calor e conforto aos seus habitantes.

A madeira traz a intimidade e a tranquilidade da natureza dentro do lar. Ela influencia a psique do homem e reduz o estresse, da mesma maneira que o faz a natureza.

Projetadas, estudadas e analisadas, as casas são maquinadas peça por peça em fábrica, permitindo a pré-instalação das condutas elétricas. A montagem no local da obra consiste na simples união das peças, como um puzzle gigante.

FUNDAÇÕES

Uma casa em troncos de madeira é geralmente montada sobre uma laje de betão, construída em terraplano ou sobre caixa de ar, permitindo a elevação da construção 20 cm acima do nível do solo. Uma faixa vedante na base impede a ascensão de humidade nas paredes por capilaridade.

AS PAREDES

Estrutura: a casa de troncos é constituída por um empilhamento de toros de madeira maciça ou lamelada-colada, em função da sua  espessura, com face exterior plana ou boleada. As peças de madeira são empilhadas através de um sistema de encaixe longitudinal, formando paredes estruturais, intersectando nos ângulos com ligações de meia madeira para consolidar e contraventar a construção.

Estanqueidade: cada peça de madeira é tratada na fábrica de acordo com os riscos biológicos e a exposição ao tempo. Da mesma forma, os encaixes são desenhados para impedir a entrada e a estagnação da água de chuva.

Estanqueidade ao ar e ao vapor de água interno: em cada área de encaixamento,


um feltro de fibra de linho ou uma tira vedante garante a estanqueidade entre cada peça da construção. A madeira, pelas suas características isolantes, evita a criação de pontos de orvalho prejudiciais à durabilidade do edifício.

O vapor de água presente no interior do edifício é regulado graças às propriedades higroscópicas da madeira.

Isolamento: a casa de troncos é naturalmente isolante, no entanto, um suplemento de Isolamento Térmico Exterior (ITE) ou Interior (ITI) pode ser aplicado, de acordo com o tipo de clima.

O revestimento exterior: os troncos e a madeira serrada são geralmente deixados visíveis na parte exterior, com a possibilidade de aplicação de uma velatura externa perspirante.

O revestimento interior: como na parte exterior, os troncos e a madeira serrada são geralmente visíveis na parte interior, com a possibilidade de aplicação de um verniz perspirante. Um forro ou outros materiais, como gesso, pedra, etc., podem ser aplicados como acabamento.

Casa da Caniçada

Junto à barragem da Caniçada, em Valdosende, encontra-se esta luxuosa casa nas encostas do rio Cávado. Uma construção totalmente em madeira da RUSTICASA® com uma área bruta de 276m².

Partilhar
Casa rústica em Ponte de Vagos

A rusticidade em todo o seu esplendor. O modelo Rustica é um dos modelos mais populares da RUSTICASA®. Com 280m², mais do que uma casa, é uma autêntica mansão que

Partilhar